Blog Arquitetura

CASA DE VIDRO – ÍCONE DA ARQUITETURA MODERNA


Contemplado pelo fundo internacional “Keeping It Modern”, o legado de Lina Bo Bardi será restaurado e fará parte de um projeto de gestão e conservação.
Essa ação, além de proporcionar o restauro desse ícone da Arquitetura Moderna, vai proporcionar um trabalho voltado para preservação do patrimônio histórico.
A Casa de Vidro foi projetada pela arquiteta Lina Bo Bardi em 1951 e está localizada na região do Morumbi, São Paulo. Atualmente funciona como sede do Instituto Lina Bo e P.M Bardi, com o objetivo de promover estudos e pesquisas na área da Arquitetura e Urbanismo, design e arte popular brasileira.
A casa é tombada pelo patrimônio histórico municipal,estadual e federal e em 2016 foi selecionada para participar desse projeto criado pelo Getty Foundation- uma instituição de Los Angeles dedicada a expandir o conhecimento e preservar as artes visuais ao redor do mundo.A entidade norte -americana destinou US$ 195.000,00 (cerca de R$630 mil reais).
Para maiores informações acesse:

http://www.getty.edu/foundation/initiatives/current/keeping_it_modern/grants_awarded_2016.html

Deixe um comentario

É POSSÍVEL CONTRATAR ARQUITETO A DISTÂNCIA?

Hoje em dia, com o desenvolvimento dos meios de comunicação e tecnologia, nós profissionais devemos nos adaptar e utilizar as ferramentas virtuais ao nosso favor e a favor de nossos clientes também.

Obviamente que na área de Arquitetura, nem todos os ramos de atuação permitem fazer o trabalho a distância, mas outros permitem e acabam sendo benéficos para o arquiteto, pois reduz o custo e consequentemente para o cliente, já que, com menos gastos o profissional consegue fazer um preço melhor ao cliente.

Arquitetura de interiores, decoração, marcenaria, consultoria, são alguns exemplos que podem ser feitos a distância, a partir de algumas informações enviadas pelo cliente:

– Planta do ambiente com medidas;

-Fotos e filmagem;

-Breve explicação do que se espera do projeto;

Após essas informações, o cliente e arquiteto vão se comunicando e tratando do projeto através de e-mail, whatsapp e Skype.

Com isso é possível obter um projeto de acordo com a necessidade do cliente.

Lembrando que projetos de arquitetura externa e construção por exemplo, não devem ser feitos a distância, pois neste tipo de atuação é necessária uma visita in loco e analise do terreno para estrutura, insolação, ventilação entre outros aspectos que envolvem a execução de um projeto completo de arquitetura.

Para mais informações de projeto a distância e presencial acesse:

www.brunaandrade.com.br

Deixe um comentario

Paisagista Hugo Biagi Filho fala sobre a Praça Linear

 

 

Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho
Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho

 

Cidades no mundo inteiro possuem bairros que cresceram desordenadamente, sem um planejamento urbano prévio. Muitos desses bairros, hoje completamente urbanizados, não contém áreas destinadas ao lazer, em quantidade compatível com o número de habitantes que abrigam.
Por outro lado todas as suas ruas, independente da hierarquia das mesmas, são constituídas de pista de rolamento destinadas ao trafego de veículos e calçadas estreitas destinada aos pedestres.
Várias dessas ruas não são importantes na mobilidade urbana da cidade, carregando um transito basicamente de veículos de moradores do local.
Com isso temos um espaço público, destinado prioritariamente a veículos quase inexistentes, em detrimento a pessoas carentes de áreas convivência e lazer.
Acredito que é possível repensarmos esses espaços, pequenos trechos que se resumem ao tamanho de uma quadra, mas que possuem grande potencial podendo minimizar a carência de áreas de lazer.
Apresentei esse projeto em 1996 no Congresso Internacional de Paisagismo em Havana – Cuba. Em 2003 com o avanço da tecnologia digital, resolvi realizar um vídeo para melhor ilustrar essa ideia.
Escolhi uma quadra na cidade de São Caetano do Sul, que possuía apenas residências unifamiliares e o fundo de um galpão comercial, cuja entrada de veículos ficava na rua paralela, quadra essa, cuja praça mais próxima se encontrava a mais de um quilometro de distância.
Projetei um estacionamento na entrada da quadra, para os visitantes, uma vez que apenas os veículos dos moradores terão acesso. A pista destinada aos veículos possui um piso diferenciado, porém no mesmo nível do restante da rua, sem o meio-fio e seu trajeto é constituído de retas e curvas, garantindo assim que os veículos dos moradores da quadra circularão em velocidade reduzida. Todas as garagens estão livres de obstáculos, garantindo sua acessibilidade.

Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho
Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho

Optei por uma temática náutica, assim o piso possui desenho de ondas. No playground a gangorra é em forma de remo de caiaque, o gira-gira é um timão de barco, o corpo da âncora desenhada no piso é um jogo de amarelinha. A cobertura do pequeno palco, lembra um veleiro e os bancos cilíndricos amarelos parecem grampos de amarração para os barcos.

Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho
Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho

Finalmente o projeto aumenta a área permeável, além de proporcionar mais arborização. Os espaços onde se lê “São Caetano do Sul a Cidade do Lazer”, na verdade são espaços publicitários, destinados a empresas que poderiam patrocinar a manutenção da praça.
Para a implantação de uma “Praça Linear” é necessário uma legislação própria, impedindo determinadas construções, como edifícios, garantindo o bom funcionamento da mesma.
Infelizmente devido a verticalização excessiva ocorrida recentemente em São Caetano do Sul, fez com que a quadra por mim escolhida para exemplificar a ideia, hoje não comportaria mais esse projeto, até porque um edifício com dezenas de apartamentos foi construído na quadra, que aumentou o número de veículos de moradores.

Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho
Fonte e Autor : Paisagista Hugo Biagi Filho

De qualquer forma o que foi produzido, serve como base para várias outras quadras espalhadas pelas cidades, e principalmente para mostrar o potencial, que esses pequenos espaços públicos oferecem e estão hoje subutilizados.
Autor do artigo: Paisagista Hugo Biagi Filho

 

Segue um pequeno vídeo explicando um pouco mais desse projeto produzido pelo Paisagista Hugo:

 

 

Deixe um comentario
Scroll To Top
Curta o Blog Arquitetura!

Curte nossa página e nos ajudes a manter o blog ativo!