Blog Arquitetura

Espaços públicos – base da vida urbana

Croqui espaço público. Fonte: ArchDaily
Croqui espaço público. Fonte: ArchDaily

 

 

As intervenções nos espaços públicos, trazem a possibilidade de dialogar-se com diversos setores, já que o espaço público é a base da vida urbana – lugar onde se desenvolvem diversas funções e relações sociais de maneira igualitária, podendo através de um bom planejamento contribuir com o desenvolvimento urbano positivo de uma cidade.

Os espaços públicos devem possuir alguns elementos que tornam a vida urbana melhor referente a segurança e bem estar, tais como arborização, mobiliário urbano, sinalização, edifícios com fachadas ativas e acessos ao nível da rua.

O espaço público é um misto de funções- é o lugar de fruição, lazer, cultura e interação.

Ultimamente as pessoas vem ocupando os espaços públicos de formas diversificadas, sejam com manifestações, eventos musicais e culturais. Portanto é necessário desenvolver estratégias de desenho urbano que garanta com qualidade de espaço, mobilidade e infraestrutura esses espaços para o uso da população, utilizando a escala humana, garantindo a prioridade para os pedestres e a segurança. Assim as pessoas terão uma melhor possibilidade de se apropriarem da cidade de maneira interativa e saudável, garantindo a vida urbana de qualidade na cidade, tornando-a mais viva.

Espaço público em HafenCity - Alemanha
Espaço público em HafenCity – Alemanha

 

Vão livre do MASP - São Paulo Utilizado para protestos, atividades culturais e comerciais.
Vão livre do MASP – São Paulo
Utilizado para protestos, atividades culturais e comerciais.

 

Realizando recuperação de edificações

Qual é o objetivo de recuperar uma edificação?

O objetivo de recuperar uma edificação é deixa-la em perfeito estado de uso novamente, principalmente porque recuperar um edifício existente acaba sendo muito mais vantajoso em termos econômicos e ambientais do que demolir o existente e recomeçar do zero.

Para realizar a recuperação de uma edificação é necessário alguns procedimentos:

– deve-se verificar e eliminar a possibilidade do rompimento da estrutura e caso exista, tomar as providencias cabíveis e possíveis dentro das normas de segurança para reverter o quadro;

-remover as infiltrações e rachaduras, pois aceleram problemas patológicos já existentes e estimulam patologias como o fungos que são prejudiciais a saúde dos futuros usuários da edificação;

-realizar manutenção regulares a fim de mitigar o custo com problemas que com simples manutenções periódicas podem ser solucionados, mas se deixado acumular podem tornar inviável economicamente;

– verificar se o edifício tem o sistema de proteção eficiente para que não haja danos ao revestimento ou estrutura;

 

Após tomado os devidos cuidados e solucionados dos os reparos que a edificação necessitava, o edifício está novamente pronto para ser devolvido a cidade e à população. Em São Paulo, temos como exemplo o programa Renova Centro que recupera edifícios que passam a ter um novo uso, no caso desse programa o novo uso dado a esses edifícios recuperados são o uso residencial.

 

 

O que é certificação LEED?

certificação LEED

LEED – Leadership in Energy and Environmental Design consiste em um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações e tem como objetivo incentivar a inclusão da sustentabilidade nas edificações.

Ações como utilizar ventilação e iluminação natural, obter controle dos materiais utilizados na obra, se vão resultar em muito entulho,ou se poderão ser reciclados; reutilização das águas pluviais, utilização de energia sustentável, uso de materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental, entre outras atitudes, vão qualificando o edifício no quesito sustentável.

Essa açoes podem encarecer um pouco a obra, porém essa certificação possui muitos benefícios econômicos , sociais e ambientais que com certeza fará valer a pena o investimento, tais como;

* Diminuição dos custos operacionais;

* Diminuição dos riscos regulatórios;

* Valorização do imóvel para revenda ou arrendamento;

* Aumento na velocidade de ocupação;

* Aumento do senso de comunidade;

* Conscientização de trabalhadores e usuários;

* Incentivo a fornecedores com maiores responsabilidades socioambientais;

* Aumento da satisfação e bem estar dos usuários;

* Estímulo a políticas públicas de fomento a Construção Sustentável;

* Uso racional e redução da extração dos recursos naturais;

* Redução do consumo de água e energia;

* Implantação consciente e ordenada;

* Redução dos efeitos das mudanças climáticas;

* Redução, tratamento e reuso dos resíduos da construção e operação.

São muitos ganhos, com certeza tanto o investidor e usuários, quanto o meio ambiente saem ganhando com essas açoes. Para saber mais referente a certificação LEED e como obte-la acesse o site http://gbcbrasil.org.br/sobre-certificado.php.

Scroll To Top